desejos

desejo“Há um certo tratamento serial e universalizante do desejo que consiste em reduzir o sentimento amoroso a essa espécie de apropriação do outro, apropriação da imagem do outro, apropriação do corpo do outro, do devir do outro, do sentir do outro.

E através desse mecanismo de apropriação se dá a constituição de territórios fechados e opacos, inacessíveis exatamente aos processos de singularização, sejam eles da ordem da sensibilidade pessoal ou da criação, sejam eles da ordem do campo social, da invenção de um outro modo de relação social, de uma outra concepção do trabalho social, da cultura etc.”

-> Cartografias do Desejo – de Félix Guattari e Suely Rolnik.

2 pensamentos sobre “desejos

  1. Espero que a bela imagem não atrapalhe o sentido profundo do texto, sobre a redução do sentimento amoroso à apropriação do outro, da imagem do outro, do corpo do outro, do devir do outro, do sentir do outro. Isto seria o inverso do pretendido.😦

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s