marcas

capacult100A revista Cult chega à centésima edição e isso me faz lembrar as coisas boas que conheci em suas páginas. Entre elas, um poeta e uma palavra de virar a cabeça.

Neste número comemorativo, antes de chegar ao dossiê Barthes, chamou minha atenção o texto Conhecimento, expressões artísticas e estratégias de vida, de Augusto Rodrigues, responsável pelo Espaço Cultural CPFL. Veja o que ele levanta:

” Um país sem cultura é um país sem identidade, sem personalidade, sem alma até, se considerarmos que viver é – interagindo com o mundo – deixar nele nossa marca.

E a cultura de um povo vai muito além dos diversos tipos de expressão da arte: inclui também a antropologia, a psicologia, a sociologia, a filosofia, a tecnologia. Mas, na sociedade contemporânea, quando os padrões de comportamento não estão mais previamente disponíveis, porém devem todos ser inventados por indivíduos perplexos, esse caleidoscópio necessita de uma organização que ajude as pessoas a entender melhor a complexidade do mundo atual e a criar suas novas identidades. Por essa razão, faz-se necessário colocar uma certa ordem no caos das idéias, que por virem de múltiplas e variadas fontes apresentam aos sujeitos muita dificuldade de entendimento e de sistematização. “

Corresponde ao que chamo lá em cima de transdisciplinar a dispersão.😉

Meio-problema: até onde se sabe, sujeitos perplexos são incapazes de planejar e criar estratégias, de refletir ou elaborar qualquer pensamento lógico. Por definição, perplexidade é o estado de suspensão (próximo ao transe), no qual não sabemos o que pensar, como agir. Auge da surpresa.

Meia-solução: o caráter ambivalente da perplexidade, não registrado nos dicionários. Se num tempo ela paralisa, em outro (mais raro) ela inquieta e mobiliza. Quem procurar, irá encontrar marcas de perplexidade nos quatro pilares do conhecimento humano. Levantando questões nas filosofias e nas artes, tentando respondê-las nas religiões e nas ciências.

Conversa longa. Voltaremos a ela depois. Por ora, vale comemorar os cem números de uma revista de qualidade. Bela marca.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s