atualizações

Nas voltas que o mundo dá, já são bem conhecidas as mudanças nos ditados populares causadas, digamos assim, pelo despertar ecológico:

No lugar do clássico conquistador:
"Mais vale um passarinho na gaiola do que dois voando"
Surgiu o apreciador de belezas e liberdades:
"Mais vale um passarinho voando do que dois na gaiola"

Ao invés da clássica valorização da persistência:
"Água mole em pedra dura, tanto bate até que fura"
O combate ao desperdício:
"Água mole em pedra dura, tanto bate que acaba a água"

Agora é a vez da política (leia-se Brasília) papagaiar:
"Não basta dar o peixe, tem que ensinar a pescar"
E, no entanto, praticar o seguinte ditado:
"Não basta dar o bote, tem que ensinar a piscar"

Por fim:
"O que é válido para o Brasil, também vale para os EUA"

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s