questão de pele

Feriadão. Lendo Perca Tempo, livro bom pro dia.

"A sociedade, as relações de trabalho, a economia, as lutas políticas nos tornam selvagens, inversamente do que se imaginava ser o trabalho da civilização em relação ao homem rústico e grosseiro de outrora".

Tirado do capítulo em que o autor, Ciro Marcondes Filho, trata da pele, de como nos tornamos cascas-grossas, paquidermes, caracóis, ao longo do tempo. Por não dedicarmos a devida atenção e respeito ao maior órgão de nosso corpo, perdemos a função, o sentido e o prazer que a pele tem a desempenhar na comunicação e no entendimento interpessoal.

2 pensamentos sobre “questão de pele

  1. Verdade. Sinto mesmo o quanto é desconsiderada e banalizada toda e qualquer comunicação sensível. Hoje, interferências avulsas aos corpos e mentes, resultantes do embolo de uma massa sem relação concreta de interesses têm crédito maior. Definem comportamentos. Influem diretamente nas vidas mesmo que não tenha valor algum dentro delas. É uma pena. O que eu sou e sinto é bem mais claro em meus atos, temperatura, brilho de olhar & afins que na frieza de uma multidão de desconhecidos.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s