idéias não faltam

Ladislau Dowbor fala sobre inclusão produtiva:

As minhas propostas vão na linha de desenvolver serviços de manutenção urbana, serviços de construção de casas por meio de cooperativas dos futuros proprietários, associações e de diversas formas de vínculos com o trabalho que permitam, ao mesmo tempo, tirar as pessoas do desespero e ganhar as infra-estruturas que são necessárias.

Basicamente é o seguinte: nós temos uma imensa quantidade de coisas simples a fazer para melhorar as condições de vida da população, particularmente da população pobre, e temos um número imenso de pessoas paradas. Isso é um paradoxo que tem que ser enfrentado. E só se enfrenta não esperando que apareça milagrosamente uma empreiteira ou que apareça o chamado “trem da alegria” que vai oferecer milhões de empregos públicos, o que não é viável, e sim por meio de formas alternativas de organização de serviços urbanos.

Um pensamento sobre “idéias não faltam

  1. é isso.
    e o nome que se dá quando é pra praças públicas por exemplo, é zeladoria urbana. tem coisas assim na sé.
    já o nome que se dá pra cosntruir casas é o bom e velho e deixado de lado: mutirão.

    multidão fazendo mutirão.
    desempregado zelador-ia ser.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s