eleitor ativo e webtevê

Uma pausa nas férias do blog para duas indicações:

A primeira é um texto do Carlos Castilho no Observatório de Imprensa que enriquece a conversa sobre o futuro das tevês no Brasil. Já que a Globo e seu Pig Brother nem pensam em fazer da tevê digital um meio democratico de comunicação, a WebTv Pública surge como alternativa para preencher esse espaço. Vale se antenar.

A segunda me chegou via Felipe Fonseca: um site chamado eleitor ativo cujo objetivo é colocar os cidadãos em contato com seus representantes políticos (o IG tem coisa semelhante) Resta saber o que importa: se os representantes responderão as possíveis demandas dos eleitores.

Anúncios